x Fechar
  • Creio na liberdade, esse vínculo entre o homem e a eternidade, essa condição indispensável para situar o ser à imagem e semelhança de seu criador.
  • Fazer política é uma coisa muito simples, apesar de muitos pensarem o contrário. Para mim, política é cultivar os valores da verdade, da liberdade, da honestidade e do caráter.
  • Não me venham falar em adversidade. A vida me ensinou que, diante dela, só há três atitudes possíveis: enfrentar, combater e vencer.

No Incor

Coletiva na sala de imprensa do Incor

Essas lágrimas não são de dor, não. E até não são muito próprias de mim. Eu sou muito mais das gritarias do que das lágrimas. De qualquer modo, tudo tem sido tão bom para mim que o meu grau de dívida com essa sociedade chamada sociedade humana é muito grande para que eu não tenha um móvel que me obriga a permanentemente tentar lutar... Me desculpem se eu descambei, eu devia ter feito isso lá no quarto, porque teria gasto as lágrimas e não teria feito aqui. Mas, afinal, fora o fato de chorar qual é a outra forma mais digna que uma pessoa tem de demonstrar os seus sentimentos?

Coletiva na sala de imprensa do Incor em 30/11/2000

Sobre o afastamento do cargo

... Eu não estou deixando de me afastar por estar apegado ao cargo, até porque os secretários todos sabem que eu saio de lá, o Geraldinho comanda como se eu estivesse lá. Então, não tem esse problema, apenas se mantém o status quo* no que se refere a representação, o que me permite inclusive receber o salário, que me faz falta. Não sou jornalista, ganho pouco.

*Statu quo (da expressão in statu quo res erant ante bellum) é uma expressão latina que designa o estado atual das coisas, seja em que momento for.

12/2000

Questionado sobre alta médica

Que nada, eu vou trabalhar pois trabalhar não mata ninguém. Só hoje tenho cinco reuniões agendadas.

Ao ser questionado se, após a alta médica, iria descansar um pouco, em 05/12/2000, após sair do Incor

Uma lição sobre a doença

...Talvez a gente dê mais importância para outras coisas, coisas transcendentais. Mas eu acho que a gente vive aprendendo, tem sempre alguma coisa de bom que a gente tira dessas circunstâncias. Para mim, só tirei coisas boas. Ficam cortes na gente... mas isso é de menos

Resposta de Covas ao ser perguntado que lição estava tirando da doença, em 18/11/2000, na porta do Incor